Mini férias em Campos do Jordão

Semana passada tirei mini férias e passei 4 dias em Campos do Jordão com a minha mão e minha irmã. Fomos aproveitar o finzinho de férias das duas e curtir o frio na serra, e bota frio nisso, teve uma noite que estava 8ºC. Eu vou para Campos desde que tenho 8 aninhos, meus pais adoram lá, mas já faziam 2 anos que eu não ia. Campos do Jordão não é uma cidade que tem muitas mudanças, apenas alguns restaurantes novos e passeios diferentes para se fazer, é aquele lugar que você vai para descansar, curtir o frio e comer bem, ideal para família e casais.

Nessa época de Julho acontece o festival de inverno, então a cidade é lotada, fomos em uma terça e voltamos na sexta e cidade estava bem cheia, não quisemos pegar o final de semana porque além das diárias serem mais caras a cidade fica muito lotada, não dá para andar sem esbarrar nos outros, não tem lugar para parar o carro e tem aquele povo que deve as calças mas vai pra Campos do Jordão ostentar o que não tem, e eu sinceramente odeio esse tipo de gente metida, que quer ser o que não é. 

Vou dividir o post em dois, pois como já fui para lá várias vezes existem coisas legais que já fiz das outras vezes mas dessa não tive oportunidade mas que vale a dica. Então vai ser esse post sobre dicas de passeios, lugares e a pousada que fiquei, e o próximo de restaurantes legais

Pousada Caminho das Pedras

Sem título

Já havíamos ficado nessa pousada a uns 5 anos atras, e ela está igualzinha, super conservada, limpa e com atendimento ótimo. Nosso quarto não era muito grande, mas era limpo, tinha aquecedor elétrico para o quarto e um no banheiro, frigobar, TV com parabólica e varanda. O café da manhã era básico mas gostoso, frutas, pães, bolos, frios, sucos, café, bolachinhas e ovos mexidos que a moça fazia na hora. Quanto a localização não ficava no centro da muvuca, é mais escondidinha numa estrada de terra, mas ela é super charmosa, (Rua Dr. Dorival Mendonça, n° 410 – Recanto das Araucárias).

Essa pousada também tem em Ilha Bela, para quem quiser conhecer mais PousadaCaminhodasPedras.com.br

Horto Florestal


É um parque que possui 8,3 mil hectares de área preservada com vegetação de araucárias e coníferas. Tem várias trilhas, cachoeiras e rios, além de área para piquenique, boques, parque com balanço, passeio de trenzinho, lojinhas de artesanato, tiroleza, cafeteria e restaurante. É aquele lugar bem gostoso para ir de manhã e passar o dia, e foi o que nós fizemos, eu já fui várias vezes e é sempre gostoso voltar, ficar lá sentada apreciando a natureza ou até mesmo fazer alguma trilha e sentira aquela paz.

A entrada é paga, R$12 adulto, crianças não pagam (não sei até qual idade, mas minha irmã tem 11 e não pagou) e estudantes pagam meia, no site está falando que idosos também não pagam.

Endereço: Av. Pedro Paulo, s/n°

Ducha de Prata

São várias duchas artificiais que desembocam as águas vindas do represamento do Ribeirão das Perdizes. Em volta está cheio de lojinhas de malhas e artesanatos, é aquele passeio tranquilinho, vale para tirar fotos nas duchas e andar pelas lojas, sempre tem coisinhas legais que a gente compra.

Endereço: Avenida Roberto Simonsen, s/n° – Vila Inglesa

Morro do Elefante

É uma montanha que de longe se assemelha ao contorno de um elefante, por isso levou esse nome. O cume do morro fica a 1800 metros do nível do mar, e tem uma visão panorâmica da cidade que é incrível. Vale a pena ir para tirar umas fotos e ficar observando a cidade do alto, como em todo ponto turístico tem as barraquinhas de artesanato. É um passeio bem tranquilo e gostoso.

Endereço: Rua: Marco Antônio Cardoso, 240 – Morro do Elefante

Pico do Itapeva

É considerado um dos maiores picos do Brasil com 2300 metros de altitude, onde é possível avistar 15 cidades do Vale do Paraíba (Tremembé, Guará, Aparecida, Taubaté, Pindamonhangaba, Roseira, Caçapava, Potim, Cruzeiro, Lorena, Piquete, Moreira Cesar, São José dos Campos, Eugênio de Melo e Cachoeira Paulista). É mais um passeio tranquilo que vale a pena, a vista de lá é linda. E na estrada tem um lago lindo e um hotel spa que merecem ser observado com mais atenção.

Pedra do Baú

IMG_1905.JPG

Possui cume de 1800 metros de altitude com dimensão de 350 metros de altura e 540 metros de comprimento e abismo de 200 metros. O complexo rochoso é formado por Bauzinho, Pedra do Baú e Ana Chata, um passeio para quem gosta de trilha, e existem três delas para se fazer e vislumbrar a beleza da pedra que é a coisa mais linda. A trilha mais leve é a do Bauzinho, para quem quer algo tranquilo, ter uma boa vista da pedra sem muito esforço, dura mais ou menos 10 minutos do estacionamento e a vista é linda. Mas para aqueles que querem mais aventura tem a trilha Pedra do Baú, onde se tem uma vista de 360°, com duração de 5 horas de atividade que evolve subida a pedra por escadas metálicas e vias ingrimes. Já Ana Chata proporciona uma vista parecida com a da Pedra do Baú,  Sua trilha é de longa caminhada estreita e difícil com abismos ao lado passando por uma gruta. Para aqueles que gostam de aventura e querem fazer desbravar todo o complexo começando pelo Bauzinho, subindo a Pedra do Baú pelas escadas metálicas da face sul, descendo pelas escadas da face norte e ainda ir até Ana Chata, a atividade tem duração média de 8 horas e é aconselhável chegar bem cedo.

Quando eu fui à pedra, fiz a Bauzinho, é uma trilha pequena e bem tranquila, nada de aventura, e a vista é magnífica. Para ir até a pedra é uma boa caminhada, cerca de 21K do centro de Campos, tem placas direcionando de vários pontos da cidade, então é bem difícil se perder.

(Essa foto eh bem antiguinha, se eu não me engano em 2011)

Casa da Xilogravura

museu-casa-da-xilogravura.jpg

É o único museu do Brasil que dedicado a essa técnica e reúne em suas 20 salas mais de 5 mil obras de 400 artistas. Foi inaugurada em 1987 por Antônio Fernando Costella, professor da escola de comunicação e artes da USP. Nesse museu podemos conhecer um atelier xilográfico, materiais que explicam sobre a técnica e observar as obras que estão expostas.

Endereço Rua Eduardo Moreira Cruz, 295 – Jaguaribe

Shopping Market Plaza

vbe3222-Copy3.jpg

Abre somente para o festival de inverno, neste ano de 3 de julho a 2 de agosto, é um shopping comum, com lojas conhecidas mas que só abre nesta época do ano.

Lojinhas e Mini Shoppings

Campos do Jordão está cheio de lojas com artesanato, chocolate e malhas, além dos mini shoppings que tem algumas lojas conhecidas como Tommy Hilfiger, Crocs, Any Any, e várias outras lojas locais. Vale a pena passear pelo centro e andar por elas, a gente sempre acha coisas diferentes que valem a pena. Quanto ao preço acho bem normal, as malhas e tricôs são um pouco mais baratas do que em SP ou outros lugares, mas de resto o preço varia bastante, podendo ser mais caro ou semelhante ao que estamos acostumadas.

Bom gente é isso, esses foram alguns dos lugares que eu fui e que acho bem interessante, mas a cidade tem varias opções de passeios para todos os tipos de viagens, desde os mais aventureiros aos mais tranquilos. Campos é um lugar muito gostoso para passar um final de semana, ou ir no meio da semana mesmo quebrar a rotina.

Logo eu volto para falar dos restaurantes, a cidade esta repleta deles.

Beijos

Anúncios

2 comentários sobre “Mini férias em Campos do Jordão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s